Cupincha de Campo Grande 2015 – “O IMPOSSÍVEL É POSSÍVEL?”

Descia o Abutre a ladeira de sua comunidade, a devanear sobre diversas coisas, completamente perdido em seus pensamentos, tentando definir um enredo para o carnaval. Até que uma topada em um objeto estranho lhe devolveu a atenção à realidade circundante. Que treco mais esquisito, como será que isso veio parar aqui? – Indagou a si mesmo.

Vendo que o objeto encontrava-se bastante empoeirado, esfregou-o com suas garras aduncas para retirar a poeira. Nesse momento, para sua surpresa, um ser fantástico surgiu de dentro do objeto.

Eu sou o gênio da lâmpada mágica e você me libertou, meu amo, conceder-lhe-ei três pedidos. – disse aquela criatura esquisita.

Mas isso é impossível, disse o Abutre, ainda atônito com aquela situação, olhando para dentro da lâmpada como se de lá ainda pudesse sair mais alguma coisa.

Nada é impossível e a própria história do homem confirma esse fato. – retrucou o Gênio.

Hum, acho que isso dá um belo enredo, pensou o Abutre, imaginando que aquela ideia poderia dar samba. E em seguida indagou, posso pedir uma coisa?

Até três, amo…

Eu quero que você me explique o que me falou: Como a história da humanidade mostra que o impossível é possível? – Quis saber o Abutre.

Para explicar isso, devo começar pela própria origem do universo, sem o qual não haveria a Terra e muito menos o homem, começou a falar o Gênio diante de um Abutre atento aos mínimos detalhes. O próprio surgimento do universo foi um desafio ao impossível, pois ele surgiu de uma explosão, sem a qual continuaria sem existir. Essa explosão foi chamada muito mais tarde de Big Bang pelos cientistas. E o que dizer da aurora da vida? Levou tempo para que surgissem as condições para o surgimento da vida, um verdadeiro milagre.

Primeiro surgiram plantas e animais primitivos. Mais tarde surgiu o homem. Estava longe de ser o maior e mais forte, vivia em um ambiente hostil, cercado de animais gigantes e ferozes, sempre escondido, tremendo de fome e de frio, parecia impossível que sobrevivesse por muito tempo, mas não é que se organizou, lutou, evoluiu e venceu, lutando contra tudo e contra todos?

Da evolução humana veio a vida em sociedade, mas em vez de se unirem, os homens se dividiram; surgiram os conflitos, a ambição, a escravidão, levando o homem explorado a buscar reverter situações que pareciam impossíveis. A história nos dá vários exemplos disso, como a travessia do Mar Vermelho por Moisés à frente de seu povo e a queda do Império Romano. As grandes navegações, por sua vez, mostraram que para o homem nada é impossível, ao ser comprovado que existia algo além da linha do horizonte.

E o que dizer dos avanços da Ciência? As verdades até então absolutas foram colocadas em xeque. A Terra é o centro do universo? O mundo é quadrado? Com o Renascimento surgem as contestações e a ciência prova que o impossível não é tão impossível assim. Mais tarde, quem diria, o homem pisou na lua. E não é que até hoje tem gente que diz que isso é impossível? Imagina o que diziam antes de o homem alcançá-la?

Por fim, na literatura encontramos vários episódios e personagens que mostram como quase tudo nos é possível, como a figura da Fada Madrinha, que torna o impossível possível com sua varinha; e o que dizer de “Romeu e Julieta” e seu amor impossível; e da fábula “A Lebre e A Tartaruga”? Embora sejam histórias de ficção, têm o seu cunho moral, pois são escritas para motivar o homem a buscar o improvável e apostar na perseverança. – Concluiu o Gênio.

Muito bom o seu relato, Gênio, vai me ajudar bastante. Interessante saber pela história que o impossível é possível. Mas ainda posso pedir mais alguma coisa? – Indagou o Abutre, maravilhado com o relato.

Sim, meu amigo Abutre, há mais dois pedidos. Pode pedir. – Respondeu o Gênio.

Você falou que o homem sempre luta para tornar o impossível possível. Isso é estranho. Há tantas coisas que parecem impossíveis de acontecer mas que melhorariam muito a nossa vida. A igualdade racial, a tolerância religiosa, o respeito à natureza e a paz mundial. Enfim, eu queria habitar um mundo melhor.

Seu pedido é uma ordem! E vamos ao seu último desejo. – Emendou o Gênio.

Hum! Que que eu peço? Já sei… tem um monte de coisas que eu queria saber, coisas que parecem impossíveis, mas que todo mundo quer saber: os números da Mega-Sena, se existe vida em outros planetas, se Elvis não morreu, se existe vida após a morte…

Caro Abutre, eu também gostaria de ter resposta para essas perguntas, mas mesmo sendo um gênio, eu não tenho como responder. Mas você pode pedir qualquer outra coisa, pois ainda tem direito a um último pedido.

Qualquer coisa? – hesitou o Abutre, por um instante. – Então eu quero ganhar o carnaval! Será que é possível?

Sim, meu amigo Abutre, isso é possível. – concluiu o Gênio da Lâmpada. – mas somente após a apuração você terá a sua resposta.

 

CARLOS AUGUSTO

Submit a Comment