União da Gávea 2015 – “UNIÃO DA GÁVEA, 10 ANOS DE PRAIA!”

1º Setor – A harmonia da Natureza.

Desperta o senhor do tempo com uma ideia genial! Pensou ele: “Que tal um lugar para descansar?” Uniu todos os elementos naturais em profusão só para criar a praia. Sim! A praia. Existe mais harmonia entre os elementos do que na praia? Acho que não! A água representada pelo mar, o fogo representado pelo calor do sol, a terra representada pela areia, e o ar representado pelos ventos… E pronto! Que lugar perfeito! Tão perfeito que todos querem estar por lá e alguns seres fazem deste lugar seu porto seguro. Até depois de deixarem a vida alguns seres doam parte de seus corpos para areia. Simplesmente milhares de moluscos foram necessários para cobrir o lugar de conchas! Outras classes também estão presentes neste paraíso. Siris, caranguejos, tatuís, utilizam-na como moradia. A tartaruga marinha desova seus filhotes na praia durante a madrugada. Temos águas vivas nas ondas da praia, estrelas do mar, corais e algas! Mas o destaque hoje é a gaivota real! É ela a rainha da praia. Mostra toda sua leveza e altivez ao alçar o voo mais auto de sua trajetória. Vamos viajar por mitos e histórias sobre este local magnífico!

Afinal, nada melhor que uma praia, para descontrair!

 

2º Setor – Mitos e lendas.

Existem vários mitos envolvendo a praia. A deusa do amor Afrodite nasceu da espuma do mar e teve sua primeira aparição em uma das praias da ilha de Chipre segunda a mitologia grega.

As conhecidas Sereias se debruçavam nas pedras da praia para encantar pescadores e aventureiros.

Iemanjá vem até a praia para coletar enfeites e quinquilharias para se enfeitar.

Já o rei Dom Sebastião aparece nas noites de luar na praia dos lençóis em São Luiz do Maranhão em forma de touro negro. Diz a lenda que ele espera que alguém quebre o encanto que o mantem preso em seu castelo no fundo do mar.

No Sul do Brasil as bruxas foram castigadas na praia de Itaguaçu na cidade de Florianópolis. Logo depois que o Diabo descobriu que não havia sido convidado para a festa das Bruxas, o mestre das trevas transformou todos os convidados em pedra. Estas pedras podem ser vistas nesta praia. O motivo de não convida-lo era o fato de ele exalar um cheiro muito forte de enxofre, o que afastaria todos os seres mágicos.

E o que dizer do amor de Cauby e Jurema? Estes foram transportados por tupã para o interior da pedra de Itapuca. Só assim eles poderiam ficar juntos e viver um amor proibido pela tribo de Jurema. Esta pedra está localizada na praia de Icaraí na cidade de Niterói, região sul fluminense do Rio de Janeiro.

E você? Acredita em algum destes mitos e lendas ou acha que é só história de pescador?

 

3º Setor – Histórias e batalhas.

Batalhas e histórias já tiveram a praia como cenário.

Logo depois da falsa retirada dos gregos, vendo a praia deserta, os troianos abrem os portões da cidade e se deparam com o imenso cavalo, o presente logo é aceito como um símbolo do fim da guerra de Tróia. Mas na verdade tudo não passava de uma armadilha para findar a grande batalha.

A praia também foi refúgio de piratas e corsários que muitas vezes se escondiam para escapar da prisão, vários destes guardavam tesouros na areia na esperança de voltar e recuperar todos os objetos valiosos de suas aventuras marítimas.

Em 1500 os índios tupiniquins avistaram as caravelas portuguesas chegando à costa brasileira. Todos se reuniram na praia para receber os navegantes no dia do descobrimento do nosso Brasil.

A primeira missa também foi realizada na praia, sinal de comunhão entre os índios e o homem branco que logo depois passou a impor sua religião aos aborígenes da terra de Vera Cruz.

Carlota Joaquina bateu seus sapatos para retirar a areia da praia. A Imperatriz estava tão cheia do clima tropical que não quis levar nem um grão de terra do nosso país.

No Brasil também foi erguido o hospício Dom Pedro II, que fica localizado na praia da saudade no Rio de Janeiro. Lá eram internados importantes loucos da História.

A praia também foi palco de guerras. Praia de Omaha foi o nome de código para um dos cinco setores destinados à invasão dos Aliados ao território da França controlado pelas forças alemãs, em 6 de junho de 1944, durante a Segunda Guerra Mundial.

Como podemos ver a praia está mais presente na história da humanidade do que pensamos, não é mesmo?

 

4º Setor – Inspiração e arte.

Ah… A praia! Musicalidade sem fim, um grande estúdio a céu aberto. Todos nós gostamos de escutar a sinfonia gostosa que a praia nos proporciona. Gostamos tanto do barulho das ondas que até pensamos escutar através das conchas o som do mar.

A praia inspirou canções, poemas e pinturas. É fonte de renda de artesãos que dependem dela para conseguir seus materiais de trabalho.

E o que dizer das esculturas de areia? Elas encantam e chamam atenção em qualquer local. Todos nós já fomos escultores um dia, quem nunca fez um castelo de areia? Pois é… A maioria de nós já foi “rei” de lugares imaginários feitos por nossas próprias mãos.

Na 7ª arte a praia é cenário perfeito para muitas aventuras, a mais conhecida delas é a Lagoa Azul que tem a maioria de suas cenas rodadas em uma linda Praia deserta. Cenário melhor não á para enfeitar o amor de dois jovens náufragos.

 

5º Setor – Praias mais curiosas do mundo.

Algumas praias são muito curiosas e outras possuem fama mundial!

Entre as curiosas temos a praia de Glass Beach, Califórnia, U.S.A. Ela é conhecida como “Praia de vidro” porque ao invés da tradicional areia sua costa é adornada por pedras transparentes, que dão um visual peculiar a este recanto dos Estados Unidos.

Depois de milhares de anos de erupções incessantes a praia de Punalluu no Havaí juntou uma grade quantidade de cinzas vulcânicas em sua costa, transformando a areia em um manto negro muito diferente das outras praias.

“La playa” de Gualpiyuri fica na Espanha e possui um paredão de pedra em frente a água, uma coisa que não é muito comum de se ver. A erosão transformou este lugar em uma das praias mais curiosas do mundo, um dos grandiosos patrimônios da humanidade.

Em Tóquio no Japão nós encontramos a maior praia artificial do mundo, um lugar moderno e diferente que possui um telhado que se fecha em dias de chuva e se abre em dias de sol, Seagaia Ocean Dome é um oásis no meio do estresse da grande cidade de Tóquio.

Entre as famosas temos Copacabana. A praia mais conhecida do mundo possui um calçadão emblemático e já foi palco de muitos eventos e shows. A “princesinha do mar” encanta os turistas e moradores com seu ar carioca e descontraído.

Ipanema também tem seu lugar cativo no coração dos cariocas e brasileiros! A bossa nova veio de lá e foi levada para o mundo através da canção “garota de Ipanema” do compositor Antônio Carlos Jobim.

E ai? Já está com vontade de viajar?

 

6º Setor – Cotidiano da Praia.

Óculos da moda, mate gelado e picolé! Tudo isso é vendido na praia.

Os ambulantes vendem iguarias saborosas, badulaques e quinquilharias.

Destaca-se quem tem os anúncios mais diferentes!

 

A praia é com certeza um lugar muito democrático.

Tem gordinho, magrinho, fortinho e etc… Tem banhistas de todos os tipos!

Afinal, todos podem curtir uma praia!

Mas tem praia que não pode ser curtida por qualquer banhista não!

Tem algumas com ondas muito grandes! Essas praias são locais preferidos dos surfistas de todo o mundo.

E tem gente que gosta de “causar” na praia! Vale tudo para chamar a atenção ou pegar uma cor. Muitas mulheres colocam os seios de fora para não ficar com a marca do biquíni, realizando assim o famoso Topless.

Outros preferem ficar mais à vontade… Muito à vontade! Os nudistas procuram praias próprias para eles, onde todos ficam como vieram ao mundo.

Os pescadores levantam cedinho para chegar à praia e fisgar aquele peixão!

Alguns pescam por diversão e outros para ganhar o pão.

Na praia também encontramos vários esportes diferentes! Do futebol de areia ao frescobol.

Algumas praias possuem projetos de acessibilidade para cadeirantes e deficientes. Seria ideal se todas as praias estivessem preparadas para receber estas pessoas que também fazem parte da nossa sociedade.

Quem voou ou vai voar de parapente ou asa-delta vai ter a experiência de sobrevoar a praia e pousar na areia, chamando a atenção dos banhistas presentes!

Mas se por acaso você cair no mar e não conseguir voltar fique calmo! Os salva-vidas estarão logo ali para ajudar! Mais por via das dúvidas aprenda a nadar se for entrar na água!

Há! E não esqueça o protetor solar!

 

7º Setor – Preservação.

Muitas pessoas vão à praia e não recolhem o lixo que produzem na areia. Este lixo muitas vezes se acumula e além de poluir, ainda causa riscos a animais e banhistas.

A poluição é um problema sério! Muitas vezes o nosso esgoto é jogado de maneira imprópria no mar, o que acaba gerando a famosa língua negra na areia da praia. Esta língua é um sinal de que a coisa está em níveis alarmantes e devemos cuidar do nosso patrimônio natural de forma correta.

Muitas praias ficam improprias para o banho por causa da negligencia do ser humano.

Praias que outrora eram perfeitamente limpas se tornaram um verdadeiro esgoto a céu aberto. Infelizmente muitas vezes escutamos os mais antigos contarem como era bom o banho de mar em praias que não são mais próprias para absolutamente nada, nem para a pesca, nem para o banho!

Mas ainda temos esperança! Alguns projetos de conscientização ajudam a informar banhistas sobre os riscos de sujar as praias. E outros salvam espécies de animais em extinção como o projeto Tamar, que cuida da não extinção de tartarugas marinhas em várias praias do Brasil.

O saneamento também pode ajudar a evitar que o esgoto seja despejado de forma impropria nas praias. Os governantes também precisão se conscientizar!

A palavra é conscientização meu povo! Não podemos deixar que nossos locais de lazer acabem assim só na lembrança. Vamos colocar a mão na consciência e fazer nossa parte!

Já diziam os mais antigos: “quem cuida tem…”.

 

8º Setor – Festas e celebrações.

Várias festas e celebrações são realizadas na praia.

A cavalgada do mar acontece no Rio Grande do Sul e reuni centenas de cavaleiros e cavalos para celebrar a cultura gaúcha. Essa cavalgada é feita entre algumas praias do Sul.

As bruxas utilizam as praias para rituais de adoração e casamentos.

O lugar ajuda a magia a fluir melhor por causa do encontro dos quatro elementos.

Os festejos a Iemanjá também acontecem na praia. Oferendas e festas em homenagem a rainha do mar são comuns no fim do ano.

Vamos nos despedir do sol? No arpoador o momento em que o sol se põe é celebrado com palmas oferecidas ao “astro rei”. É um momento muito bonito no final de semana das tardes cariocas.

É chegada a hora de se vestir de branco e celebrar o novo ano! A contagem regressiva já vai começar e novos tempos se anunciam. Fogos celebram a esperança de mais alegria, paz, harmonia, amor, dinheiro e muito mais! Cada um tem dentro de si o sonho que deseja realizar.

A praia é mesmo um lugar perfeito! Conhecemos histórias, lugares, lendas e viemos celebrar na praia mais um ano de nossa agremiação. Parece que foi ontem que 3 (três) meninos sonhadores fundaram uma escola de samba… E ai está ela! Nosso motivo de orgulho! A União da Gávea chegou meu povo! E preparamos um luau especial para esta noite de comemoração. Viva nossa escola de samba! Afinal, são 10 carnavais, 10 desfiles e 10 anos de praia!

 

Texto – Ricardo Hessez.

Submit a Comment